sexta-feira, 12 de junho de 2015

A Empresa e a Organização - por Vieira Miguel Manuel

Elaborado por Vieira Miguel Manuel


INTRODUÇÃO



O planeamento empresarial refere-se às decisões presentes que tem implicações nos rumos futuros da empresa. É ferramenta essencial para a empresa que deseja definir o seu futuro, mobilizar recursos em direcção aos propósitos de curto e longo prazo, assumir o controlo do seu destino, enxergar oportunidades, introduzir a disciplina de pensar a longo prazo, gerar compromisso e direccionar as actividades dos colaboradores




EMPRESAS

Uma empresa pode ser vista como um grande sistema, onde subsistemas menores interagem para fazer com que seja atingido um objectivo comum, que é a geração de resultados.

- Interferências no Sistema

A empresa não é um sistema fechado e imune a interferências. Durante o ciclo operacional, sofre interferências externas e internas, que podem levar a alterações significativas na forma operacional, e como consequência, nos resultados esperados.

Interferências Externas

As principais são:

Mercado, como força mais poderosa que pode intervir na empresa;

A legislação, como regra básica que norteia e delimita a acção da empresa durante sua existência;

As alterações constantes introduzidas pelo governo determinando modificações nos procedimentos internos da empresa gerando custos;

O meio ambiente deriva de alterações climáticas e da poluição crescente em áreas densamente industrializadas com modificações da qualidade de vida da região; · Comunidade é um factor de sucesso quando se dá a aceitação, e conflitos quando se dá a rejeição. Uma empresa que polui o ambiente geralmente entra em conflito com a comunidade que a cerca.
Interferências Internas

·         Cultura da empresa: é o seu jeito de ser e de actuar, é a sua personalidade. É formada ao longo do tempo, estabelecendo usos e costumes.

·         Relacionamento entre os subsistemas: a forma como se interrelaciona e interagem os diversos subsistemas da empresa é espelhado da sua cultura interna.

·         Política de compras: tem uma função fundamental de interferir no capital de giro da empresa.

·         Política de vendas: a forma de vender numa empresa interfere directamente nos subsistemas financeiros, de compras, de stock de produção. Deve ser harmonizada com os demais sob a pena de desarticular a empresa como um todo.

·         Política de pessoal: toda empresa deve ter uma política de pessoal clara e objectiva, onde o empregado saiba quais as suas possibilidades de progresso, deveres e obrigações; especialmente o que a empresa espera dele.

·         Política operacional: o funcionamento ou operação da empresa deve ter como base uma política que deixe claro aos empregados como se espera que os mesmos trabalhem e tratem as máquinas e equipamentos e o que se deseja em termos de qualidade (padronização).

- Funções Administrativas

Administração de uma empresa é baseada no pré suposto de que aquele que a administra está apto à desenvolver uma série de acções que à levem a atingir em objectivo. O objectivo primordial de uma empresa é a satisfação do cliente, razão de ser do empreendimento. Para atingir o objectivo estabelecido para empresa devemos utilizar os recursos humanos, materiais e financeiros numa acção ordenada das chamadas funções administrativas: planejar, organizar, coordenar, dirigir e controlar.

·         Planear

É ordenar os idéias, estabelecendo o objectivo da empresa e fixando o tempo que levará para atingi-lo. É quantificar e qualificar os recursos que serão utilizados e fixar as metas antes do objectivo.

·         Organizar

É fundamentalmente arrumar o que se faz no dia-a-dia, pois uma pessoa desarrumada com suas coisas pessoais jamais conseguirá organizar o que quer que seja, e transmitirá para a empresa o seu modo pessoal de organização. A organização deve começar pela própria pessoa.

·         Coordenar

É motivar os recursos humanos a agir de forma harmoniosa na utilização dos recursos materiais e financeiros, em benefício comum dos objectivos da empresa.

·         Dirigir

É determinar o que deve ser feito em cada acção para que seja atingido os objectivos.

·         Controlar

É estabelecer padrões de avaliação, acompanhar operação da empresa, colectando dados relativo ao desempenho de cada sector, avaliando este desempenho em relação aos padrões, fixando correcções no desempenho operacional dessa empresa.

·         Comunicação

Comunicação entre os seres humanos é uma das coisas mais críticas que existe, especialmente na língua portuguesa, onde nem sempre o que se pretende comunicar é o que acaba sendo escrito. Uma boa comunicação exige clareza, discrição e uma linguagem no nível de quem recebe a comunicação. Saber ouvir é importante. Quem recebe uma comunicação e não consegue interpretá-la, não pode dizer que sabe se comunicar.

·         Liderança

A liderança pode ser definida como a habilidade que uma pessoa tem de exercer influência interpessoal, utilizando os meios de comunicação que levem as outras pessoas a se envolverem e participar do processo operacional de uma empresa, empregando toda a sua criatividade para atingir um determinado objectivo.

Existe uma diferença entre liderança encarada como um atributo pessoa, onde o indivíduo influencia as pessoas por ter qualidades pessoais reconhecidas por todos, e a liderança derivada de uma função na empresa decorrente da atribuição de autoridade de uma cadeia de comando. O comportamento de um líder, voltado para o planeamento, informação, avaliação de controle, além do estímulo e recompensa deve auxiliar o grupo a atingir seus objectivos.

FUNÇÕES BÁSICAS

Assessorar a alta administração da empresa em assuntos de planeamento geral, comunicações, administração e desenvolvimento da organização. Desenvolver estudos e análises, tendo em vista o aprimoramento e desenvolvimento da estrutura organizacional.

Atender as necessidades dos usuários de linha na resolução dos seus problemas. Estudar a viabilidade técnica, económica e operacional de utilização de recursos de informática, como a necessidade de treinamento. Desenvolver e submeter a alto administração ao plano anual de desenvolvimento de sistemas.

Propor à alto administração o escopo e amplitude dos projectos de sistemas aprovados para desenvolvimento.

O&M e Informática - muita coisa em comum

- Objectivando melhores resultados operacionais para empresa.
- Visão sistémica dos problemas.
- Metodologia de trabalho relativamente similar.
- Semelhança do perfil operacional.
- Apoio às demais áreas.
- Actividades mutuamente complementares.




CONCLUSÃO


Cheguei a conclusão que para ter uma empresa e necessário prestarmos a atenção em todos os procedimentos necessário que ele tem que ter para não termos problemas financeiros, e nem administrativos.



Comente com o Facebook: