terça-feira, 6 de outubro de 2015

Orgão dos Sentidos - by Vieira M. Manuel

Escola do II Ciclo do Ensino Secundário Nº 4083 - Jika










BIOLOGIA



Orgão dos Sentidos






AUTORES

Nº 01 - Adelina Jaime
Nº 02 - Afonso Manuel Mulongo
Nº 03- Albertina Nanjala Barros
Nº 04 - Analtina da Silva Jacob
Nº 05 - André Zinga A. João
Nº 06 - Arieth Miguel Loa
Nº 08 - Arsenia Denise António de Sousa
Nº 09 - Beatriz João Zengo David
Nº 10 - Benvinda Manuel Sanhangue




A Professora

____________________
Engrácia Malua







LUANDA, SETEMBRO DE 2015 


SUMÁRIO



 




Sensibilidade E a Propriedade de perceber como modificações do Meio. Para Que Uma sensação ocorra, Quatro condições devem ocorrer em Nosso Corpo: o Estímulo, Capaz de ativar certos sensitivos sensoriais; um receptor de Captação Por Um, that Converte o Estímulo em hum impulso nervoso; um Condução, that ocorre Por uma via nervosa PARA O encéfalo UO um Uma Região da medula espinhal; ea Integração, that Determina a identificação da sensação.

Um Estímulo Recebido Por Um PODE receptor Ser luz, calor, pressao, Energia mecânica OU química. Independente Desta Complexidade, de Todos os Receptores Contém OS dendritos de neurônios sensitivos, Isolados UO em íntima Associação COM Células Especializadas de página Outros Tecidos.

Como Sensações conscientes e percepções ocorrem sem córtex cerebral. ASSIM, Projeção E o Nome do Processo cabelo Qual o Cérebro REFERÊ como Sensações AOS SEUS Pontos de Estimulação. Adaptação, E UMA diminuição na Sensibilidade AOS Estímulos Continuados e Persistência de Imagens E uma sensação Que persiste MESMO Apos o Estímulo ter Sido removido.

Embora de Todos os impulsos Nervosos Sejam idênticos, Uma sensação PODE Ser diferenciada de Outra, Como uma Visão do som. Modalidade REFERÊ-se um ESSA Característica Específica de Cada sensação Ser diferenciada de Outros Tipos., Como veremos a Seguir.




OS Sentidos de Fundamentos do Corpo humano - Visão, Audição, tato, gustação UO paladar e olfato - Constituinte como funcoes that propiciam O Nosso Relacionamento com o ambiente. Por Meio dos Sentidos, O Nosso Corpo PODE perceber Muita Coisa fazer that Nos Rodeia; contribuindo parágrafo A Nossa Sobrevivência e Integração com o ambiente em Que Vivemos. 

Existem determinados Receptores, Altamente Especializados, capazes de captar Estímulos Diversos. Tais Receptores, chamados Receptores sensoriais, São formados POR Células nervosas capazes de Traduzir ESSES conversor OU Estímulos em impulsos Elétricos OU Nervosos Que Serao processados ​​e analisados ​​em Centros Específicos do Sistema nervoso central (SNC), Onde Será, Produzida Uma RESPOSTA (Voluntária OU involuntária) . A Estrutura eo Modo de Funcionamento destes Receptores Nervosos Especializados São Diversos.



Em Geral, Receptores OS sensitivos PODEM Ser simples, Como Uma ramificação nervosa; Mais Complexos, formados POR Elementos Nervosos interconectados OU Órgãos Complexos, providos de sofisticados Sistemas Funcionais.


De a Acordo com a Natureza fazer Estímulo that São capazes de captar, Receptores sensoriais PODEM SER OS Classificados em:

-         Quimiorreceptores: Detectam substancias Químicas. Como TEMOS Exemplo, na língua e No nariz, Responsáveis ​​Pelos sentidos paladar e olfato fazer;

-         Termorreceptores: Capta Estímulos de Natureza térmica, Distribuídos Por Toda Pelé e Mais Concentrado em Regiões da cara, PES e das Mãos;

-         Mecanorreceptores: Capta Estímulos Mecânicos. Ouvidos NOS, Por Exemplo, capazes de captar ondas sonoras, e Como Órgãos de Equilíbrio;

-         Fotorreceptores: Capta Estímulos luminosos, Como nsa Olhos.


De a Acordo com o Estímulos captam ONDE locais, Receptores sensoriais PODEM SER OS Classificados em:

-         Exteroceptores: Respondem a Estímulos Externos, originados fóruns fazer Organismo. Localizadas nd Superfície do Corpo, Especializadas em captar Estímulos provenientes do Ambiente, Como uma luz, calor, filhos e pressao. Como Exemplo TEMOS OS Órgãos de tato, Visão, Audição, olfato e paladar;

-         Proprioceptores: Os Receptores proprioceptivos encontram-se há esqueleto e   da nas inserções tendinosas, nos Músculos esqueléticos (Formando Feixes Nervosos Que envolvem como Fibras musculares) UO não Aparelho vestibular da orelha interna. Detectam uma posição do individuo no Espaço, Assim Como o Movimento, a Tensão de eo estiramento musculares. Localizadas nsa Músculos, tendões, juntas e Órgãos Internos. Estímulos Captam fazer interior do Corpo;

-         Interoceptores: Os Receptores interoceptivos respondem a Estímulos viscerais OU OUTRAS Sensações Como sede e fome. Percebem como condições Internas do Corpo (pH, agente penetrante PRESSAO, temperatura e Composição Química do sangue).

Dessa Maneira:

-         Pelo tato - sentimos o frio, o calor, a pressao atmosférica, etc;
-         Pela gustação - sabores identificamos os;
-         Pelo olfato - sentimos o odor OU cheiro;
-         Pela Audição - captamos OS filhos;
-         Pela Visão - observamos como núcleos, como Formas, Contornos OS, etc.

Portanto, em Nosso Corpo OS Órgãos dos Sentidos estao encarregados de Receber Estímulos Externos. ESSES Órgãos São:

-         A Pelé - Para o tato;
-         A língua - Para uma gustação;
-         Como fossas nasais - Para o olfato;
-         Os Ouvidos - parágrafo A Audição;
-         Os Olhos - Para uma Visão.


O tegumento E parte exterior do Corpo de hum animal, podendo Ser constituido de pele, Corpo dos animais apresenta externamente hum Arranjo celular Especializado denominado Sistema tegumentar. Conforme o grupo de vertebrados, o tegumento POSSUI Características Específicas diferenciadas e funcoes. Sem humano ser, O Sistema tegumentares E constituido Pela Pelé e Alguns POR Anexos.





A Pele E POR VARIAS formada Camadas CELULARES EM dispostas Duas Porções: a epiderme ea derme. Essas Duas Camadas apresentam Características e Origem embrionaria distintas: a epiderme deriva da ectoderme ea derme, da mesoderme.

A espessura da Pele PODE variar between 0,5 mm e 4 milímetros UO Mais, de a Acordo com a Região do Corpo.


A epiderme E uma Porcão Mais externa da Pele. E Um Conjunto de Camadas de Celulas epiteliais superpostas Que estabelece contacto Direto com o ambiente externo. Por ESSA Razão, Esta sujeita a desgastes e Precisa Ser constantemente Renovada. De: Não apresenta vasos sanguíneos e SUAS Células recebem OS Nutrientes cabelo Líquido intersticial em contacto com a derme.

A Camada profunda da epiderme Mais denominada E Camada germinativa. Apresenta Células vivas Que se reproduzem continuamente e São mandadas Pará como Camadas Superiores. Á Medida Que atingem o exterior, São preenchidas POR queratina. Sua espessura varia em Diferentes Regiões do Corpo.

O Conjunto de Células queratinizadas E Responsável Pela Resistência e baixa permeabilidade da epiderme, impedindo uma Perda de Líquido interno Pela Superfície corporal.

Algumas Células da epiderme apresentam gránulos de hum pigmento escuro Chamado melanina. A Cor da Pele das Diferentes etnias Depende da Quantidade Desta substancia há Células de SUAS interiores. Indivíduos Os Sem este pigmento São considerados albinos. Como sardas correspondem a Região de Concentração de melanina.


A derme apresenta Uma Organização Mais Complexa. E formada basicamente POR Tecido conjuntivo, capilares sanguíneos e terminações nervosas sensíveis a temperatura, à pressao e à dor. Algumas Estruturas anexas derivadas da epiderme, Como de base Glandulas ea dos folículos pilosos situam-se na derme.

A existencia da derme E parágrafo fundamentais a epiderme, pois fornece flexibilidade e Nutrientes, that chegam POR Meio da Irrigação sanguinea. Abaixo da Pele se Encontra um Hipoderme, also denominada Tecido subcutâneo. Ela e formada POR Tecido conjuntivo.

O Sistema tegumentar apresenta Anexos that São Estruturas derivadas da epiderme. Dentre enguias, incluem-se folículos pilosos OS, como unhas e Uma série de Glandulas.


São Porções da epiderme Que se projetam PARA O interior da derme e atingem um Hipoderme, Formando Uma especie de tubo. Na base de fazer folículo, Encontra-se uma matriz germinativa (grupo de Celulas that originam OS Pêlos).

Cabelos OS, that also São hum tipo de pêlo, crescem cerca de 0,4 mm a dia Cada. Um corte transversal do Cabelo permite identificar Três Porções: a cutícula, o córtex ea medula. A Cor do Cabelo e Definida POR Pigmentos PRESENTES não córtex. Em MUITAS Espécies de Mamíferos, Onde OS Pêlos São Abundantes, enguias atuam na Manutenção da temperatura corporal e na Proteção.


Como unhas São Estruturas laminares Totalmente queratinizadas formadas a Partir da epiderme. Sua Função E PROTEGER um Porcão DOS superiores DeDos. A Coloração rósea Abaixo das unhas DEVE-SE Ao sangue circulante nsa capilares da derme.


Como Glandulas sudoríparas secretam o suor, Uma Solução aquosa Composta POR Sódio, cloro, metabólitos e substancias nitrogenadas. Atuam na eliminação de substancias e na Regulação da temperatura corporal, JA Que, AO Evaporar, o suor absorve o calor do Corpo e Diminui SUA temperatura.

Nosso Corpo POSSUI cerca de Três Milhões de Glandulas sudoríparas distribuidas POR Quase Toda a Superfície do Corpo. Situam-se Abaixo da derme.

Como Glandulas sebáceas formam-se Junto AOS folículos pilosos, Onde secretam gordurosa Uma substancia, o sebo, that lubrifica o pêlo ea Superfície da Pele.


A Visão do consiste na Percepção das Imagens dos Objetos, Realmente Como enguias se apresentam EO Orgão that capta estas Imagens E o olho Que, Por intermedio das vias ópticas, como Envia ao Centro cortical da Visão (Sulco do lobo occipital calcarino).

O olho e Um par Orgão (Direito e Esquerdo), situado na cavidade orbital da cara Onde E mantido e movimentado, Por Um Conjunto de Elementos, that recebem o nomo de Órgãos ACESSÓRIOS fazer olho.

Este orgão TEM o Aspecto de hum globo OU esfera e POR ISSO e conhecido also POR bulbo do olho e e constituido POR Três Membranas, Uma envolvendo A Outra, como Quais, não Conjunto, formam hum Verdadeiro involucro, contendo há Outros OS interiores Elementos that completam o bulbo do olho.

Os Olhos São Órgãos fotossensíveis Complexos that atingem alto grau de Evolução, permitindo Uma Análise minuciosa Quanto à forma dos Objetos, sua cor ea intensidade de luz refletida. Cada olho FICA Dentro de Uma Caixa óssea Protetora - uma órbita - e apresenta basicamente Uma Câmara Escura, Uma Camada de Células receptoras sensoriais, um Sistema de lentes parágrafo focalizar um Imagem e hum Sistema de Células e Nervos parágrafo conduzir o Estímulo Ao córtex cerebral.

O olho E constituido POR Três túnicas dispostas concentricamente:

a)     esclera (esclerótica): E a membrana externa do olho Mais. De Natureza fibrosa, E ala Que Realmente constitui o arcabouço that definir uma forma globosa Deste orgão. PoDE Ser uma opaca esbranquiçada, confere ESSA Coloração à Superfície fazer olho (Branco do olho), EntreTanto, a esclera Não É inteiriça, E ISTO, NÃO Uma esfera forma completa, mas apresenta Uma abertura circular Que Tem POR centro Seu Pólo anterior. A ESSA abertura anterior se ajusta Uma Pequena calota transparente Que recebe o Nome de Córnea Que É transparente e apresenta Uma curvatura acentuada Mais Que o restante do bulbo do olho, O Que Torna um hum pouco saliente. A esclera apresenta AINDA UM orificio Próximo ao Pólo posterior parágrafo Passagem do Nervo Óptico e vasos that o acompanham.

b)     Corióide (úvea): É uma túnica mídia faz olho e constitui Uma fina membrana vascular, de cor marrom Escura, Quase preta. Nas próximidades da abertura anterior da esclera, uma corióide continua POR Trás e se distancia da córnea, Por Um disco perfurado no centro Que É uma íris (parte colorida do olho) e Seu orificio recebe o Nome centro de Pupila.

c)     Retina: é uma membrana nervosa fazer olho, em locais Que se da Uma Percepção das Imagens. Ela forra por dentro um Corióide, estendendo-se Até O Corpo ciliar, porem, uma distância Deste Curta, Deixa de perceber Imagens, denominando-se ESSA Linha limítrofe Ora Serrata, e dela em um Diante retina e Mais delgada e cega. A retina E POR formada Duas Camadas de Células. A Camada Maïs superficial (MAIS interna) E o estrato pigmentar, constituido POR Células Que Contém Pigmentos ea Mais profunda E denominada estrato cerebral e E ai que encontramos Células em forma de cone e bastonete de that São OS verdadeiros Receptores da Visão.

Além Desses envoltórios, o olho apresenta o cristalino OU lente, Uma Estrutura biconvexa transparente, Que É mantida em posição Graças um hum ligamento circular, uma ciliar zonula, Que se inséré Sobre hum espessamento da Camada da mídia, O Corpo ciliar. Em Frente ao cristalino Existe Uma Expansão pigmentada e opaca da Camada Média that o recobre parte em, uma íris. O olho TEM Três compartimentos: a anterior Câmara, Situada between a íris ea córnea; uma posterior Camada, Entre uma íris EO cristalino; EO Espaço vitrio, situado Atrás do cristalino e circundado Pela retina. Nas Camadas Existe hum Líquido Que Contém Proteínas: o humor aquoso. O Espaço vitrio, Que É limitado Pela retina e cabelo cristalino, apresenta-se Cheio de Uma substancia viscosa e gelatinosa, O Corpo vítreo.

Fazendo parte do Aparelho ocular, o MAS localizados fóruns fazer globo ocular, encontram-se o Aparelho lacrimal e como pálpebras.

Para Que a Imagem atinja a retina, dez that atravessar Quatro Meios refringentes that desviam OS Raios Luminosos concentrando - os no Fundo do olho. São Éles uma córnea (especie de calota Que se justapõe não Pólo anterior do bulbo ocular), o Homor aquoso (Líquido transparente Encontrado nenhum compartimento anterior da cavidade interior do olho), uma Lente (UO cristalino, E UMA Verdadeira lente biconvexa that Divida uma cavidade interior do Olho em Dois compartimentos Onde encontramos o humor aquoso e Uma especie de gelatina moles denominada Corpo vítreo) EO PROPRIO Corpo vítreo.

DEVE-SE AINDA mencionar uma Presença dos Órgãos Anexos ACESSORIOS OU do Olho Que se situam na órbita fazer MESMO COM ELE e se relacionam. São enguias: OS Músculos, como pálpebras, uma túnica conjuntiva EO Aparelho lacrimal.

-         Músculos: Presença de musculatura estriada (Músculos extrínsecos Neste Caso) e lisa (Músculos intrínsecos). Vale AINDA Dizer Que, Além dos Músculos, Elementos Como uma arteria oftálmica, Que admitem Irrigação arterial A TODOS OS Elementos contidos nd Órbita, e Vários Nervos also estao PRESENTES.

-         Pálpebras: São Duas pregas superpostas (Uma superiores e Outro inferior), that Constituinte UMA cortina movediça that PODE recobrir o olho Sendo um that Uma cobre superiores Porcão Maior Que um inferior. A fenda that separa As Duas pálpebras recebe o Nome de Rima das Pálpebras e SUAS Bordas libras São dotadas de delicados Pêlos, that recebem o nomo de Cílios. Cada Palpebra superiores E protegida POR CIMA Por Um traço horizontal de Pêlos, de Extensão e espessura Variáveis, denominado Supercílio (sobrancelhas).

-         Túnica conjuntiva: E uma delicada membrana that forra como pálpebras E Depois se reflete parágrafo recobrir o ¼ anterior do bulbo ocular.

-         Aparelho Lacrimal: uma lágrima E secretada Pela glândula lacrimal Que ESTÁ alojada na fossa da glândula lacrimal, pertencente Ao osso frontal e Que se SITUA látero-posteriormente no teto da órbita. Este Líquido aquoso banha constantemente O Espaço delimitado Pela túnica conjuntiva das pálpebras POR frente e Pela túnica conjuntiva fazer bulbo POR Trás.


O Aparelho auditivo OU Orgão vestíbulo-coclear TEM Função estactoacústica (Manutenção do Equilíbrio e Audição) e do consiste na Percepção dos filhos. Este orgão E Dividido em Três Poções denominadas respectively Orelha Externa, Média e Interna.

-         Orelha Externa: E subdividida não Pavilhão da orelha e meato acústico externo. O Pavilhão da orelha Consiste NUMA Espécies de Expansão cutânea formada POR Lâmina de cartilagem that apresenta saliências e depressões alternadas descrevendo Linhas concêntricas. O ¼ inferior do Pavilhão da orelha NÃO apresenta cartilagem e POR ISSO e flácido à palpação, Porcão ESSA Que recebe o Nome de lóbulo da Orelha.

-         Orelha Média: uma orelha MEDIA (Médio Ouvido) E TAMBÉM POR conhecida Cavidade fazer Timpano e apresenta SEIS paredes Como hum cubo oco, mas E Ligeiramente achatada não SENTIDO látero-medial. A cavidade do tímpano ESTÁ Cheia de ar that provém da nasofaringe atraves de hum canal Que recebe o Nome de Tuba Auditiva (trompa de Eustáquio). Entre uma Parede ea lateral, medial Dessa cavidade, Como se fosse hum cabo aéreo sinuosos, that ligasse As Duas paredes, estende-se Uma seqüência de Três ossículos denominados respectively Martelo, Bigorna e estribo. A tuba Auditiva E portanto, um canal e das Extremidades em UMA SE abre-, na cavidade do tímpano e Pela Outra extremidade comunica-se com uma parte nasal da faringe.

-         Orelha Interna: OU Ouvido interno E constituido Por uma série de canalículos Que se escavam na parte petrosa do osso temporal, Formando hum Complexo emaranhado Que recebe o Nome de Labirinto ósseo. He apresenta Uma escavação Mais Ampla no centro, Que se relaciona com a Parede da orelha laterais de mídia (Onde estao situadas como Janelas do vestíbulo e da cóclea), Que recebe o Nome de Vestíbulo. O labirinto ósseo E preenchido Por Um Liquido - um perilinfa.


A gustação UO paladar Existe devido à Presença de corpúsculos gustativos Que se encontram Distribuídos Praticamente Em Toda a mucosa bucal, sendo que, porem, encontrados Mais frequentemente NAS papilas fungiformes e circunvaladas da língua.

Pequenos Corpos ovalados Examinando o epitélio oral, encontram-SE, de Coloração Mais clara, mergulhados nd espessura Desse epitélio. Cada corpúsculo gustativo apresenta Uma Pequena abertura that permite uma penetração de substancias, o poro gustativo. São constituídos de Estes corpúsculos POR DIFERENTES TIPOS Celulares: como Células basais, como de sustentação e quanto sensoriais.

Estudos rarioautográficos com Precursores de DNA mostraram that como Células sensoriais TEM vida Curta (cerca de 10-12 dias) e, consequentemente, São renovadas com Frequência. Como Células sensoriais Novas originam-se da divisão mitótica das Células basais. Admite-se that como Células de sustentação representam Estágios Intermediários na diferenciação das Células sensoriais. Tanto quanto Células de sustentação Como sensoriais como São colunares e apresentam microvilos em SUAS superfície apicais. Os Estímulos químicos São recebidos Pelas Células sensoriais e Passam como terminações nervosas parágrafo atraves da liberação, Pelas Células sensoriais, de substancias neurotransmissoras.

Existem Quatro Sensações gustativas de Fundamentos: o ácido (azedo), o doce, o salgado EO amargo, resultando da SUA Combinação OS demais sabores. Colocando-se Pequenas gotas de Soluções de sabores variados Sobre as papilas fungiformes da língua, demonstrou-se that há papilas insensíveis, Ao Passo Que OUTRAS percebem hum UO Mais sabores de Fundamentos. Apesar Dessa Diferença funcional between como papilas, AINDA Não foram descritas, nos corpúsculos gustativos, Diferenças morfológicas that explicassem ESSA Característica funcional. A Distribuição Desses Receptores de na língua E tambem nao homogenea, Sendo algumas Porções da MESMA Mais sensíveis a certos sabores fazer um that Outros.


Quimiorreceptores olfativos do sistema operacional encontram-se n'uma área Especializada da mucosa nasal fazer teto da cavidade, o epitélio olfatorio. Essa Região ocupando o teto da cavidade nasal estende-se lateralmente Até um concha nasal superior (corneto superiores) e medialmente desce cabelo septo nasal.

Esse epitélio E fazer colunar tipo, pseudo-estratificado, Formado POR Três Tipos Celulares:

Como Células de sustentação São prismáticas, Largas não Seu ápice e Mais estreitas na base; apresentam, na SUA Superfície, microvilos Que se projetam parágrafo Dentro da Camada de muco Que cobre o epitélio. Essas Células TEM UM Pigmento acastanhado que e responsavel Pela CR Marrom de da mucosa olfatória. Como Células basais São Pequenas, arredondadas OU cônicas e formam Uma Camada Única na Região basal fazer epitélio, Entre como Células olfatórias e como de sustentação.

Como Células olfatórias São neurônios bipolares Que se distribuem between como Células de sustentação. Na extremidade SUA Observa-se Uma dilatação, de Onde partem Cílios. ESSES Cílios São Longos, Não Tem Movimento e São considerados verdadeiros OS Receptores, um celular Porcão excitável cabelo contacto com Uma substancia odorifera. A Presença DELES amplia enormemente a Superfície receptora. Os axônios provenientes Desse neurônio reunem-se em Pequenos Feixes, dirigindo-se ao Sistema nervoso central.

Na lâmina própria Dessa mucosa, Além de Abundantes vasos e Nervos, observam-se Glandulas ramificadas fazer túbulo tipo alveolar com Células Pas-Positivas, como Glandulas de Bowman (Responsáveis ​​Pela Limpeza da Superfície olfatória e Pela solubilização da substancias odoríferas). Essas Glandulas enviam ductos that desembocam na Superfície epitelial e admite-se Que o Seu PRODUTO de secreção PROMOVA Uma Corrente Contínua líquida, that Lavaria permanentemente uma Porcão apical das Células olfatórias. Seriam removidos, Desta Maneira, restos dos Compostos Que Estimula a olfação, mantendo OS Receptores Prontos parágrafo Novos Estímulos.


E devido principalmente AOS corpúsculos de Meissner (OU TAMBÉM corpúsculos tácteis), Ruffini (um tipo de mecanorreceptor that ocorre na Pelé glabrosa e não Tecido subcutâneo dos Seres Humanos), Krause (corpúsculo pertencente Ao grupo dos Receptores sensoriais sensíveis Ao Frio (termorreceptores).   Este corpúsculo E O Mais Pequeno receptor sensorial), Merkel (terminações nervosas constituídas POR ramificações axonais that terminam em Expansões achatadas, estando implicadas nd sensação de tacto e pressao) e terminações livres Ao Redor dos folículos pilosos. Os corpúsculos de Meissner, Frequentes nd derme da Palma da Mão e da planta dos SPE, São Estruturas alongadas Que se dispoem em algumas papilas dérmicas. Apresentam-se formados POR Tecido conjuntivo regularmente disposto, Dentro fazer qua penetram VARIAS terminações nervosas.

Estudos demonstraram Recentes Que OS corpúsculos de Ruffini e encapsulados Krause, AOS Quais se atribuía uma Função de Sentir Variações de temperatura (frio e calor), Realmente São Responsáveis ​​POR Sensações táteis. O corpúsculo de Krause E Frequente na pele, mucosas da boca e orgão genitais. Apresenta-se Como Uma dilatação com terminações nervosas ramificadas envoltas POR cápsula conjuntiva. O corpúsculo de Ruffini TEM Estrutura Semelhante, a Só Que É Mais achatado.

Os corpúsculos de Merkel da Pele São Compostos de Uma célula epitelial Especializada, Chamada célula de Merkel, esta que está em contacto com Fibras amielínicas that penetram a membrana basal e terminam em forma de disco (de Merkel) na parte inferior das Células de Merkel. Estas Células Especializadas Contém vesículas citoplasmáticas Próximas uma terminação nervosa, muito semelhantes sinápticas como vesículas.

O mecanorreceptor Mais Bem estudado E o corpúsculo de Vater-Pacini, Que se apresenta soluçar uma forma de Uma terminação nervosa, envolta POR delgadas Camadas concêntricas de Tecido conjuntivo. Adquire, pois, AO corte, o Aspecto de Uma cebola. E Encontrado NAS Camadas Profundas da pele, não Tecido conjuntivo los Geral, incluíndo o fazer mesentério EO das vísceras.

CEGOS EM

Os CEGOS utilizam Muito o tacto parágrafo Conseguir Superar como dificuldades devido à falta da Visão: Usam, Por Exemplo, Uma bengala that servir Como Extensão do Braço; a Leitura em Braille also EUA este SENTIDO. Um Estudo that comparou Desenhos Feitos POR CEGOS com OS POR PESSOAS Feitos com Visão normal, indicou that um Percepção dos Objetos ATRAVES fazer tato permite Uma Leitura de Mundo Muito Semelhante, excluindo APENAS uma distância ea cor. PESSOAS COM Visão normais NÃO conseguiram diferenciar Desenhos Feitos POR CEGOS de Desenhos Feitos POR videntes.









CONCLUI-SE COM ESSE Trabalho de Pesquisa that OS Órgãos dos Sentidos São Praticamente Indispensáveis. E Graças a enguias Que nsa conseguimos adaptar incessantemente à Contínua Variação do Meio Ambiente, Conviver em sociedade e desfrutar dos Prazeres that uma vida PODE nsa proporcionar.






CARNEIRO, José & JUNQUEIRA, LC. Histologia Básica. Oitava edição. Editora Guanabara Koogan SA. 1995. Rio de Janeiro / RJ;

CASTRO, Sebastião Vicente de. Anatomia Fundamental. 3ª ed. SP: McGraw-Hill do Brasil, 1985. 586p.

MARCZWSKI, M. & VÉLEZ, E. Ciências Biológicas. Vol. 2. SP: FTD. 1999. 512p.

Pogliani, G .. Novo Atlas do Corpo Humano. Edição integral. Editora Circulo do Livro SA. 1979. São Paulo / SP.





Comente com o Facebook: