segunda-feira, 29 de setembro de 2014

SINISTRALIDADE RODOVIARIA NO MUNICIPIO DE CACUACO - Por VIEIRA MIGUEL MANUEL

INDICE



Introdução………………………………………………………………………
O que é a sinistralidade rodoviária?....................................................................
O que é o trânsito?..............................................................................................
Causas da sinistralidade rodoviária…………………………………………….
Medidas para se evitar os sinistros……………………………………………..
Caracterização do sistema rodoviário do município de Cacuaco………………
Ruas ou avenidas com maiores sinistros……………………………………….
Mapa de natureza das sinistralidades…………………………………………..
Resumo…………………………………………………………………………
Conclusão………………………………………………………………………
Bibliografia…………………………………………………………………….
Anexos………………………………………………………………………….




INTRODUÇÃO




O presente trabalho, visa o levantamento da taxa de sinistralidade rodoviária referente ao município de Cacuaco no período de 1 de Setembro à 20 de Setembro, onde abordaremos as causas e o modo como acabar com a sinistralidade rodoviária.




O QUE É A SINISTRALIDADE RODOVIÁRIA?

Ao falar de sinistralidade rodoviária estamos a falar de sistro que acontecem na via, ou seja, sinistralidade rodoviária é um facto involuntário que ocorre na via pública com a participação de pelo menos um veículo em movimento, pessoa e animais que resultam em danos ou materiais.

O QUE É O TRÂNSITO?

O trânsito é o movimento ou circulação de pessoas, veículos e animais que transitam numa via pública.

Os elementos que intervêm na sinistralidade rodoviária são: o homem, a via e o veículo.

O homem aparece como sujeito principal.

CAUSAS DA SINISTRALIDADE RODOVIÁRIA

Das diversas causas da sinistralidade apontamos as seguintes:

a)      Uso de telemóvel no exercício da condução;
b)      Negligência dos peões (Travessia em lugares impróprio sem respeitar a sinalização);
c)      A falta de destreza;
d)     A sonolência;
e)      A Fadiga;
f)       O estado da via;
g)      A má formação dos condutores;
h)      O alcoolismo e outras drogas;
i)        A emoção e outras.

MEDIDAS PARA SE EVITAR OS SINISTROS

a)      Sensibilizar a população, uma vez que a polícia em um parceiro e sozinho não consegue solucionar ou fiscalizar todas a áreas, por isso, todos somos chamados a mudar de mentalidade.
b)      É urgente que se insira nos currículos escolares matérias sobre a sinistralidade rodoviária.
c)      Criar medidas de prevenção e contenção rodoviária (o uso de radares, alcoolímetro, barreiras policiais, Operações Stop e outros).

CARACTERIZAÇÃO DO SISTEMA RODOVIÁRIO DO MUNICÍPIO DE CACUACO

O sistema rodoviário no município de Cacuaco esta caracterizado principalmente em (02) períodos manha e tarde das 05h30 as 09h00 e as 15h00 as 19h00,por uma única via de traficablidade, conhecida como estrada nacional nº l00 comporta com algumas ruas conhecidas e adjacentes que compõe o total sistema rodoviário do município, as mesma vão formando os entroncamentos que servem de acesso a via principal o interior do bairro e vice-versa. 

Transito totalmente fluido em toda extensão do território implica dizer que mesmo esta facilitado em termos de via, isto pela construção de infra-estrutura rodoviária, engenharia e feitura de formas a facilitar o tráfego rodoviário sem muitos constrangimentos visíveis. Embora no que diz respeito a engenharia do trânsito temos em falta muitos elementos, começando pelas principais formas de sinalização vertical e horizontal. Marcas do pavimento, e sinalização não adequada.

No que diz respeito a construção de uma via devemos facilitar a chamada circulação dos utentes da mesma que resume-se em veículos e pedestres (peões) mais pela caracterização que' se faz, estão facilitados os condutores e os respectivos veículos esquecendo o outro utente que e o peão.

Existem pontos permanentes de maior regularização e fiscalização que de certa forma são pontos de contracção de grandes massas populacionais a que pertence ao município a existência de paragens de táxis, moto táxis e também transportes públicos urbanos, como os auto carros e que a forma de regularização do transito é rigorosa, há a carga e descarga de passageiros e cargas, os maus estacionamentos por parte dos veículos, o atravessamento desordenado, considerado um dos pontos críticos a nível territorial, a destacar Vila Cede, Tecnocarro, Cimangola, Vidrul, Posto Policial do Kifangondo, considerados como principais pontos aonde os reguladores de trânsito estão com maior frequência locais estes que a canalização é feita com maior rigor.

Por outra via temos a existência de alguns factores que intervém no comportamento do trânsito rodoviário, como sendo a travessia dos peões desordenadamente, trabalhadores de limpeza urbana, centos comerciais, veículos de transportes de mercadoria "Camiões" que fazem carga e descarga de mercadoria, escolas junto das vias de tráfego rodoviário, o lixo consequente mente a ma colocação dos contentores e em locais inadequados nas bermas, passeios e ate no eixo das vias como na rua da Kianda e em alguns locais da Av. Ngola Kiluange.

Nos pontos permanentes de regularização a atitude proactiva do Agente regulador de trânsito de ter o principio de antecipação na selecção dos veículos de transportes de maças (povo) para fazer circular o escoamento sobre o transito urbano, isto refere-se no asseguramento dos efectivos nos pontos de estrangulamento, tendo a característica geométrica da via pelo agente já com um estudo completo e apreciação da via.

A regularização intermitente ocorre quando a situação do tráfego urbano sofre alguma alteração, devido a presença de individualidades para os locais conhecidos para o desenvolvimento de algumas actividades temos a citar o marco Histórico 4 de Fevereiro, administração Municipal, Complexo Paciência Sacriberto e a regularização do trânsito é rigorosa mediante escoltas para o encaminhamento das respectivas entidades, que para estes locais em que se desenvolvem tais actividades, corte do trânsito e organização nos pontos de estacionamento nos mesmos locais.

Destacamos também os locais de regularização intermitente, como Vila Sede, Tecnocarro. Posto policial do Kifangondo e em algumas ocasiões a vidrul, nas proximidades da 41 a Esquadra e nas proximidades do Cemitério 14, a existência de barreiras nocturnas e diurnas, radares em pontos escolhidos e identificados como o Posto policial do Kifangondo 300 metros antes e nas proximidades da 41a esquadra, locais estes que os automobilistas tendem a aumentar a velocidade.

RUAS OU AVENIDAS COM MAIORES SINISTROS

RUAS/AVENIDAS
ACIDENTES
MORTOS
FERIDOS
ESTRADA Nº 100
32
07
23
VILA-SEDE
26
14
04
INTERIOR DO KICOLO
07
04
11
INTERIOR DA MALUECA
08
02
06
INTERIOR DA BOA ESPERANÇA
04
11
07
INTERIOR DA VIDRUL
62
23
14
VIA EXPRESSA
09
04
04
ESTRADA DA FUNDA
05
04
0
TOTAL
153
65
69



MAPA DE NATUREZA DAS SINISTRALIDADES

NATUREZA
ACIDENTES
MORTOS
FERIDOS
Colisões entre Veículos
32
07
23
Colisões entre Veículos e Motociclos
26
14
04
Colisões contra obstáculo Fixo
07
04
11
Despistes
08
02
06
Colisões entre Motociclos e ciclos motores
04
11
07
Atropelamentos
62
23
14
Capotamentos
09
04
04
Incidentes
05
04
00
Choque entre Motociclos e Locomotiva
00
00
00
Colhimento contra locomotiva
00
00
00
TOTAL
153
65
69





RESUMO




Durante o período em análise, a secção de acidentes da divisão Cacuaco, tomou conhecimento de um total de (153) acidentes de viação, que resultaram em (65) mortos, (69) feridos, que por natureza foram: (62) Atropelamentos, (32) colisões entre veículos automóveis, (26) choques entre veículos automóveis e motociclos. Ciclomotores, (09) capotamentos, (08) despiste, (07) choques contra obstáculo fixo, (04) choque entre motociclos (05) incidentes.


CONCLUSÃO


Após o levantamento feito no período de 1 de Setembro à 20 de Setembro de 2014, o grupo concluiu que o município de Cacuaco, em função do seu posicionamento geográfico, é um dos municípios com uma taxa de sinistralidade elevada, sobre tudo na estrada número 100, em que o maior número de sinistralidade ocorre normalmente no período das 05 horas às 90 horas e das 15 às 19 horas, conforme consta nos dados estatísticos e nos documentos em anexo.



BIBLIOGRAFIA

  

A nossa investigação baseou-se na obtenção de fontes orais e escritas, fornecida pelo Comando de Divisão de Cacuaco – Secção de Trânsito, na pessoa do Inspector Neto Sebastião Nunes e do Chefe Monis.

Comente com o Facebook: